ABYD observa um crescimento sem precedentes nas vendas do segundo semestre de 2021, com mais de 90.000 carros elétricos e híbridos plug-in emplacados apenas em novembro.

Até onde sabemos, a meta para 2021 é de 600.000 unidades e pode ser factível, já que as vendas de automóveis já ultrapassaram a faixa de 500.000 (aumento de 231% em relação ao ano anterior) e as vendas globais 'New Energy' (NEV) ultrapassaram os 509.000 emplacamentos.

Divisão de vendas de carros BYD:

  • veículos elétricos: 272.493
  • híbridos plug-in: 228.429
  • Total: 500.922 (509.838 incluindo veículos elétricos comerciais)
BYD Qin PLUS
BYD Qin PLUS

1,2 milhão de eletrificados em 2022

Ainda não sabemos o resultado de dezembro de 2021, mas uma informação interessante é a meta para 2022, revelada em uma teleconferência com investidores, de acordo com o Shenzhen Economic Daily (via CnEVPost).

A empresa chinesa espera vender até 1,1-1,2 milhão de veículos 'New Energy' (NEV), ou seja, os carros eletrificados. 

  • elétricos: 600.000
  • híbridos plug-in: 500.000-600.000
byd han preto china
BYD Han

Esses números são realmente impressionantes (uma média de até 100.000 por mês) e a BYD seria um dos poucos fabricantes capazes de produzir e vender mais de 1 milhão de carros elétricos e híbridos plug-in em um único ano.

Com 1,2 milhão, a participação de mercado da BYD no mercado de veículos eletrificados na China seria de 20%, talvez mais, dependendo das vendas totais. 

De acordo com outra reportagem, a gigante chinesa observa uma enorme demanda por seus híbridos plug-in e elétricos agora. Em novembro, havia cerca de 200.000 pedidos para vários modelos, o que na época representava um fila de espera de 4 meses.

"O presidente e CEO da BYD, Wang Chuanfu, disse em 19 de novembro que a demanda por modelos de plataforma BYD DM-i excede a oferta, com pedidos em mãos para até 200.000 unidades, e que o prazo de entrega desses modelos agora é de até quatro meses."

BYD Tan - SUV eletrico (1)
BYD Tan

Acreditamos que a BYD está fazendo o possível para aumentar a produção de baterias e carros, e simultaneamente está lançando novos modelos no mercado. 

Outro destaque é que a empresa está se expandindo para novos mercados - incluindo Europa, América do Sul (notadamente no Brasil) e Ásia. No entanto, a China continua responsável por quase todo o volume de vendas global da BYD, algo que começará a mudar.